[Filme] Maria Antonieta, por Sofia Coppola

Maria Antonieta é um filme dirigido por Sofia Coppola, lançado em 2006, que tem como atriz Kirsten Dunst. O filme conta sobre a trajetória de Maria Antonieta no Palácio de Versailles, a mesma veio de Áustria para o casamento com o futuro rei da França Luís XVI.

Image

A Revolução Francesa, e a consequente queda da monarquia , é o marco fundamental para o início da Idade Contemporânea, e o filme nos ajuda a compreender alguns dos motivos das rebeliões populares. O longa não da foco nos pobres passando fome em paris e sim vemos apenas uma jovem rica gastando dinheiro em roupas e objetos de futilidade, indo a bailes, fazendo festas e traindo seu marido.

Image

Nesta época, uma parte da população pertenciam ao clero e uma outra parte ainda maior pertencia a nobreza e a burguesia e a massa popular, que pagavam altos impostos e acabavam sustentando as demais classes sociais. Nas cidades francesas, que cresceram de forma desordenada, faltava tudo, desde pão até condições mínimas de higiene e moradia. Versailles era uma ilha da fantasia. Estima-se, de acordo com alguns historiadores, que aproximadamente 25% de toda arrecadação era destinada para os custos do palácio.

No filme podemos ver as características marcantes na época como os lustres, colunas, papéis de parede, cortinas, pinturas, tudo é muito exagerado e com muita informação. Nas roupas da rainha, vestidos armados, espartilhos e saias rodadas, perucas exóticas e sapatos luxuosos.

 Image

No filme, Maria Antonieta ganha ares de adolescente moderna, com seus dilemas típicos (a superficialidade de seus interesses por roupas e festas, a proximidade com as melhores amigas, colocadas como previsíveis patricinhas, a paixão platônica pelo conde que aparece no baile de máscaras), ainda que o filme se passe no século XVIII, época em que o conceito de adolescência nem existia. Um fato que fortalece esse conceito utilizado são os hits de bandas como The Strokes e The Cure que tocam ao longo do filme, e em uma cena que aparece o tênis All Star.

O romance extra-conjugal da rainha é apresentado sob um viés atual, e fortalece a idéia de que Maria Antonieta estava à frente do seu tempo – sua infelicidade no casamento é compensada pelo caso com o conde, sendo de certa forma “absolvida” na narrativa pelo adultério por razões absolutamente contemporâneas.

Mas ainda que Sofia Coppola atualize a narrativa da história sob um olhar contemporâneo, é incontestável que a diretora se submete a certos comprometimentos ao falar de uma personagem que efetivamente existiu.

Trailer

Por: Débora Brandão

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s